sábado, 24 de abril de 2010

Património Imaterial – Recolhas dos Anos 70

"Para assinalar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a Direcção Regional dos Assuntos Culturais promove uma exposição que vai estar patente na Sala dos Arcos, no Colégio dos Jesuítas, a partir do dia 16 de Abril.


Resultante de um trabalho de investigação da Direcção de Serviços do Património Cultural, a exposição intitula-se Património Imaterial - Recolhas dos Anos 70 e tem por suporte testemunhos orais, cujo levantamento foi realizado por António Aragão e Artur Andrade, onde estão registadas práticas, expressões e conhecimentos tradicionais, colhidos em diferentes lugares e contextos da Madeira e que fazem parte do património cultural imaterial desta Região Autónoma.


A exposição estará dividida em três grandes temas: Festas, Trabalho e Espaço Doméstico.


Na primeira, são abordados os bailes e as músicas populares de Natal, Reis e Espírito Santo. Na segunda, as cantigas da ceifa, eira, carga, mar, pisa, entre outras. Na terceira, os romances, histórias, orações, curas e todas as actividades relacionadas com este tema.


Trata-se, por conseguinte, de uma mostra que visa dar a conhecer ao grande público e, de modo particular, aos jovens estudantes, aquele acervo patrimonial que consubstancia um conjunto de tradições e memórias, muitas delas já caídas em desuso ou no esquecimento."

FONTE: CultuRede

Da pequena visita que pude efectuar, reparei que no chão estão inscritas algumas recolhas efectuadas em Santana, cujos textos a escrita está tal e qual a oralidade das gentes do Norte, vale a pena passar por esta exposição. De salientar ainda as projecções efectuadas e a recuperação de filmes.


A entrada é feita pela Rua do Castanheiro, nas antigas instalações da Cooperativa Militar, horário de funcionamento de segunda a sexta-feira das 10h00 às 17H30, sem interrupção para o almoço. As entradas são gratuitas.